Nova Ortografia: As 5 melhores dicas para nunca mais errar

Ideia é agora sem acento, trema não existe mais e nosso alfabeto possui agora 26 letras… Dessa maneira algumas das mudanças que a Nova Ortografia nos trouxe está pegando muitos de nós de surpresas.


Reforma Ortográfica

Assim sendo desde 2009 e obrigatório desde 2016, o Novo Acordo Ortográfico foi criado para unir a escrita nos países onde o idioma é o português, como nós e outros países como Portugal, Angola e Cabo Verde.

Além disso, ela veio simplificar muitas formas de escrever de antigamente, porém para quem aprendeu a antiga ortografia, com certeza as dúvidas ainda persistem. Por isso, veja neste artigo 5 dicas da nova ortografia e escreva o que precisar da maneira certa.

Com a Nova Ortografia Tremer Na Base, Nunca Mais!

A trema é um diacrítico que era usado ou para especificar a independência de uma vogal em relação a anterior ou para alteração do som de uma vogal.

Entretanto a trema era odiada por muitos que ao esquecê-la em uma prova, por exemplo, podiam errar uma questão correta, apenas por não ter colocado as “duas bolinhas” em cima da letra U.

Mas com a Nova Ortografia, a trema deixou de valer e ter importância, e agora não é mais correto tê-la em cima do U em gue, gui, que, qui, porém o som continua o mesmo.

Porquanto, linguiça continua com o som do trema, mas sem o uso dela para atrapalhar. Mas atenção: em palavras derivadas ou de nomes próprios estrangeiros, a trema continua valendo. Por exemplo em mülleriano e Müller, a trema é obrigatória.  

Uma boa ideia

A palavra ideia agora não se escreve mais com o acento agudo, pois ficou acordado que nos ditongos abertos OI e EI não seria mais necessário, desde que paroxítonas, ou seja, nos ditongos abertos de palavras oxítonas eles continuam acentuados. Exemplos:

Alfabeto Com Mais Possibilidades

Contudo o alfabeto brasileiro sempre possuiu 23 letras oficiais, porém com a popularidade de nomes e palavras estrangeiras que usam muito letras como K, W e Y, visto que nosso alfabeto necessitava de uma atualização, já que estas letras estavam se tornando comuns em nosso vocabulário.

Por isso, Desde 2016 é oficial que o alfabeto brasileiro e de língua portuguesa, tenham mais estas 3 letras, totalizando no Brasil 26 letras no nosso alfabeto oficial.

Menos É Mais

Consequentemente mais um acento que teve corte em muitas palavras é o acento circunflexo. Usado em palavras como vêem e vôo, o correto agora é abolir este acento dessas palavras. A Explicação para isso, é que palavras paroxítonas com ditongos OO e EE não deverão mais possuir este acento, passando a ficar assim: veem, voo, leem e enjoo.

Acento Diferencial

O acento diferencial era na maioria das vezes usado em alguns pares de palavras para mudar o sentido delas, como era o caso de para e pára, pelo e pêlo por exemplo. Agora, essas palavras se escrevem sem o acento e o que irá diferenciá-las é o contexto onde elas ocorrem.

Na palavra pôr e por e pode e pôde, o acento diferencial continua exatamente assim. Ele se torna facultativo em casos como a 1ª pessoa do plural do pretérito perfeito do indicativo e a 1ª pessoa do plural do presente do indicativo. Exemplos: Estudamos e estudamos; cantamos e cantamos.

Nova Gramática Brasileira

Ainda que a língua portuguesa é reconhecida em todo mundo como um dos idiomas mais difíceis para se aprender, e sua gramática das mais complexas, por isso é importante que pessoas que trabalham com as palavras, tenham conhecimento de como é a Nova ortografia brasileira.

Você por dentro da Reforma Ortográfica

O curso online Nova Gramática Brasileira, estabelece as dicas deste artigo de forma mais abrangente, além de outros como o uso correto do hífen, dupla grafia e encontros vocálicos. Aprenda, esclareça e se surpreenda com as novidades da nova ortografia brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *